Inovação

Baterias poderiam ser enquadradas como “usinas híbridas” no leilão de reserva de capacidade

Inovação

Baterias poderiam ser enquadradas como “usinas híbridas” no leilão de reserva de capacidade

Soluções de armazenamento de energia, como as baterias, poderiam participar do leilão de reserva de capacidade marcado para agosto, mesmo antes da regulamentação específica para armazenamento, avalia o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Ricardo Tili, que estima que seja concluída até dezembro. “Mesmo que ainda não haja pela Aneel a posição do armazenamento, existe a previsão de usina hibrida. Não traz o conforto que o investidor gostaria, mas ele pode compor um produto que tenha regulamentação para isso”, disse o diretor nesta quarta-feira, 19 de junho, durante o Enase, no Rio de Janeiro.

Sem regulação para baterias e UHEs reversíveis, emissões de CO2 podem aumentar 54% até 2060

Regulação

Sem regulação para baterias e UHEs reversíveis, emissões de CO2 podem aumentar 54% até 2060

O Brasil precisará de novas formas de resiliência para garantir o fornecimento de energia, como as baterias e hidrelétricas reversíveis, e a neutralidade das emissões. Segundo estudo da consultoria Aurora Energy, a falta de uma estrutura regulatória para esses sistemas pode elevar as emissões de carbono do setor elétrico em 54% entre 2024 e 2060, chegando a 7,7 gramas de CO₂/kWh.

Inserção de baterias na matriz exige aprimoramentos regulatórios, diz ONS

Inovação

Inserção de baterias na matriz exige aprimoramentos regulatórios, diz ONS

As oportunidades para uso baterias para armazenamento de energia envolvem serviços de geração, como atendimento à ponta, serviços de transmissão e distribuição, e serviços ancilares, mas ainda são necessários avanços regulatórios para que a tecnologia se insira no mercado brasileiro. A conclusão é de um boletim regulatório elaborado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) sobre o tema de armazenamento.

Para GE Vernova, armazenamento e nuclear poderão apoiar a produção de hidrogênio

Empresas

Para GE Vernova, armazenamento e nuclear poderão apoiar a produção de hidrogênio

Apesar de a tecnologia de eletrolisadores não ser nova, o uso em larga escala para produzir hidrogênio a partir de energia elétrica produzida por fontes renováveis – necessário para a descarbonização – apresenta desafios. “Estamos falando de uma nova aplicação com algumas tecnologias realmente novas”, disse o líder global de Hidrogênio e diretor de Estratégia de Tecnologia de Transição Energética da GE Vernova, Jeffrey Goldmeer, em entrevista à MegaWhat. O uso combinado de diferentes fontes de geração renovável com baterias para armazenamento ou geração nuclear pode ajudar a viabilizar esse mercado, diante da necessidade de produção ininterrupta da molécula, segundo o especialista.