ONS: Modelo utilizou térmicas ‘rápidas’ para carga na ponta; CMO foi pressionado por rede no MT

Natália Bezutti

Autor

Natália Bezutti

Publicado

28/Set/2023 20:25 BRT

O Operador Nacional do Sistema (ONS) justificou a oscilação do Custo Marginal da Operação (CMO) nos últimos três dias (26 a 28 de setembro) com a necessidade de acionamento de térmicas rápidas – que ligam e desligam no mesmo dia – para atendimento do pico da carga por razão elétrica.

Durante o Programa Mensal da Operação (PMO) de outubro, realizado nesta quinta-feira, 28 de setembro, as apresentações mostraram uma redução expressiva da geração eólica na última semana, somada à parada de Angra 2 (1.350 MW), mas principalmente o aumento significativo da temperatura, com consequente aumento da carga.

Este conteúdo está disponível para assinantes

Tenha acesso a toda informação da MegaWhat: dados, gráficos, previsões, notícias e conhecimento. Assine mensal e cancele a qualquer hora. Ou anual com desconto.