Cosern investirá R$ 2,1 bilhões até 2027; distribuidora é a quarta da Neoenergia a divulgar aporte

Natália Bezutti

Autor

Natália Bezutti

Publicado

23/Mai/2024 11:23 BRT

Categoria

Empresas

A Neoenergia Cosern anunciou nesta quarta-feira, 22 de maio, seu plano de investimento com mais de R$ 2,1 bilhões em obras no sistema elétrico potiguar entre 2024 e 2027. Esse valor representa um incremento de 18% em comparação com o quadriênio anterior e contemplam obras e melhorias no sistema elétrico potiguar a partir deste ano.

Para 2024, estão previstos investimentos que somam mais de R$ 434 milhões distribuídos em todas as regiões do estado. Até 2027, serão construídos 196 quilômetros de novas linhas de alta tensão, além de quatro novas subestações elétricas em Extremoz, Natal, São Gonçalo do Amarante e Upanema. Outras 22 subestações elétricas distribuídas por todo o estado passarão por modernização no período.

"Será o maior investimento do Grupo Neoenergia no nosso estado e isso será muito bem-vindo. Irá fomentar o desenvolvimento social e econômico do nosso estado. A Neoenergia Cosern é uma empresa estratégica para o Rio Grande do Norte, um ativo fundamental para todas as regiões. O nosso estado tem um grande potencial na geração de energia renovável e foi a Iberdrola, grupo ao qual pertence a Neoenergia, o primeiro grupo privado a investir na geração eólica no nosso estado", declarou Fátima Bezerra, governadora do Rio Grande do Norte. 

Campanha de investimentos nas distribuidoras da Neoenergia

O grupo Neoenergia iniciou uma campanha de investimentos em abril contemplando suas distribuidoras e que totalizam R$ 22 bilhões. Das cinco concessionárias de distribuição, resta a divulgação de aportes da Elektro, que atende áreas do litoral e interior de São Paulo.

Começando pela Coelba, na Bahia, foram anunciados investimentos de R$ 13,3 bilhões em obras de expansão e reforço do sistema elétrico até 2027.

No horizonte do plano, o aporte é 40% maior do que o investido nos últimos quatro anos e prevê a construção ou expansão de 71 subestações e mais de 4,3 mil quilômetros de rede de alta e média tensão.

Já a Neoenergia Pernambuco investimentos de R$ 5,1 bilhões até 2028 em obras de expansão, modernização e reforço do sistema elétrico em todas as regiões do estado. O valor é 31% superior ao quinquênio anterior e tem a finalidade de disponibilizar mais energia e apoiar variados setores da economia.

Em Brasília, durante evento do grupo Lide, a empresa anunciou um investimento de R$ 1,4 bilhão nos próximos cinco anos na distribuidora do Distrito Federal.

Investimentos no Rio Grande do Norte

No oeste do estado, onde estão localizados 62 municípios, a distribuidora concentrará esforços para aumentar a oferta de energia e acompanhar as expansões do agronegócio, da fruticultura irrigada, da produção de petróleo, sal e cimento na região. Serão investidos, entre 2024 e 2027, cerca de R$ 650 milhões na construção de linhas de transmissão e subestação elétrica, por exemplo.

Para o agreste potiguar, que conta com 43 cidades, serão destinados cerca de R$ 300 milhões em obras de reforço da rede elétrica e expansão da infraestrutura para entregar energia com maior confiabilidade aos moradores locais. Nessa região, estão cidades que se tornaram destinos turísticos como Monte das Gameleiras e Serra de São Bento.

No leste, onde está a capital, Natal, além das praias de São Miguel do Gostoso e Pipa, o planejamento realizado pela Neoenergia Cosern prevê a utilização de aproximadamente R$ 750 milhões entre 2024 e 2027 na ampliação do número de alimentadores, linhas de transmissão e novas subestações elétricas, além da modernização de ferramentas e da frota.

Para a região central, onde estão cidades como Galinhos e Caicó, por exemplo, estão previstos R$ 400 milhões para a ampliação do número de alimentadores e linhas de transmissão, entre outros serviços de infraestrutura e tecnologia.