Distribuição

Confira aqui as últimas notícias sobre Distribuição de Energia! Fique por dentro das informações mais importantes e tudo o que acontece sobre esse tema.
Light - Eletricistas

Distribuição

Em ‘voto de confiança', Aneel arquiva processo de caducidade de concessão da Light

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, por maioria, pelo arquivamento do termo de intimação que poderia levar à caducidade da concessão da Light. O “voto de confiança” do colegiado seguiu a posição do diretor relator do processo, Hélvio Guerra, que considerou a perspectiva de que plano de recuperação judicial, aprovado em abril pelo conselho de administração da companhia, pode ajudar a empresa a ser reequilibrar financeiramente e cumprir suas obrigações contratuais.

Distribuidoras devem demonstrar 'máximo esforço' em casos de sobrecontratação por MMGD

Distribuição

Distribuidoras devem demonstrar 'máximo esforço' em casos de sobrecontratação por MMGD

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a regulamentação da sobrecontratação involuntária das distribuidoras decorrente de projetos de micro e minigeração distribuída (MMGD), que prevê o uso de uma metodologia elaborada pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) para apurar as sobras contratuais das distribuidoras, considerando a potência dos projetos ou a geração total.

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira

Distribuição

Regras para renovação de concessão podem limitar distribuição de dividendos por distribuidoras, diz Silveira

O decreto com as diretrizes da renovação das concessões das distribuidoras que vencem nos próximos anos, que deve ser publicado na próxima semana, deve impor critérios em relação ao endividamento das empresas, com limitação da distribuição de dividendos em determinados cenários, disse o ministro de Minas e Energia Alexandre Silveira. Segundo ele, a ideia é exigir uma comprovação anual das empresas sobre a sua saúde financeira para garantir a operação, num índice levará em consideração a relação lucro-dívida das companhias.

Amazonas Energia tem reajuste médio próximo a zero puxado pela alta tensão

Distribuição

Amazonas Energia tem reajuste médio próximo a zero puxado pela alta tensão

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a revisão tarifária periódica da Amazonas Energia, que passa a vigorar a partir de 26 de maio de 2024. O efeito médio, de 0,04%, foi influenciado pelo efeito negativo para a alta tensão, de -6,54%, enquanto para os consumidores conectados na baixa tensão o efeito médio é de 2,94%. A parcela A representou -4,89% do reajuste em razão, principalmente, da queda de 6,87% do custo com compra de energia. A parcela B também tem efeito negativo, de 8,48%, enquanto os financeiros do processo atual e anteriores representaram 13,41%.

Celesc lucra R$ 232 milhões no 1T24 impulsionada por aumento de mercado

Distribuição

Celesc lucra R$ 232 milhões no 1T24 impulsionada por aumento de mercado

A Celesc registrou um lucro líquido consolidado de R$ 232 milhões no primeiro trimestre de 2024, representando um aumento de 6,40% em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo a companhia, o desempenho positivo reflete a eficiência da empresa na gestão de suas operações e no atendimento à crescente demanda por energia. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu R$ 457,5 milhões no primeiro trimestre de 2024, um aumento de 7,35% em relação ao mesmo período de 2023.

Light intensifica cortes, mas onda de calor eleva perdas não técnicas

Distribuição

Light intensifica cortes, mas onda de calor eleva perdas não técnicas

A Light Sesa intensificou as ações de corte por inadimplemento no primeiro trimestre de 2024, ressaltando a proteção de seu caixa. Mesmo assim, observou um aumento de perdas, principalmente pelo aumento da temperatura, bem como aumento de perdas em áreas com dificuldade de acesso. Em janeiro, uma forte onda de calor com duração de seis dias provocou sensação térmica de até 60ºC, gerando temporais e vendavais no início do ano. Segundo a empresa, estes eventos, somados aos reflexos dos desafios enfrentados pela contingência na Ilha do Governador e de Paquetá, impactaram os indicadores de qualidade no trimestre

Rede de distribuição submersa no Rio Grande do Sul/ Créditos divulgação Copel

Distribuição

Regras são flexibilizadas para distribuidoras do RS com suspensão de pagamento de encargos

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou as regras de prestação do serviço público de distribuição em decorrência da situação de calamidade pública no estado do Rio Grande do Sul. Entre as medidas, a suspensão do corte de energia por inadimplemento e a suspensão por 90 dias do pagamento de encargos intrassetoriais pelas empresas, que deve somar cerca de R$ 757 milhões. Entendendo que algumas questões demandam o recuo da enchente para avaliação dos danos e reconstrução das redes, a agência aprovou as medidas de flexibilização que poderiam ser aplicadas de imediato e de forma semelhante às aplicadas durante a covid-19. O fim da flexibilização poderá considerar a decisão do estado, ou da própria agência, sem a necessidade de prorrogações como aconteceu no período de pandemia.  

Enel lança plano melhorar serviço em São Paulo e reforça confiança em robustez do contrato de concessão

Distribuição

Enel lança plano melhorar serviço em São Paulo e reforça confiança em robustez do contrato de concessão

A Enel São Paulo apresentou a primeira turma de contratados que farão parte do contingente de 1.200 novos profissionais que reforçarão as equipes de campo nos próximos 12 meses. A medida faz parte do programa de ações para melhorar a qualidade de atendimento e a capacidade para enfrentar situações emergenciais implementado desde novembro de 2023 quando cerca de 2,1 milhões de consumidores de São Paulo ficaram sem energia, num apagão que durou sete dias em algumas regiões da maior cidade do país.

Depois de Bahia e Brasília, Neoenergia anuncia investimento de R$ 5 bilhões em Pernambuco

Distribuição

Depois de Bahia e Brasília, Neoenergia anuncia investimento de R$ 5 bilhões em Pernambuco

A Neoenergia Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira, 29 de abril, investimentos de R$ 5,1 bilhões até 2028 em obras de expansão, modernização e reforço do sistema elétrico em todas as regiões do estado. O valor é 31% superior ao quinquênio anterior e tem a finalidade de disponibilizar mais energia e apoiar variados setores da economia. Apenas no decorrer de 2024, serão R$ 928 milhões investidos.

MME inicia regulamentação da MP 1.212 e Amapá pode receber R$ 50 milhões

Distribuição

MME inicia regulamentação da MP 1.212 e Amapá pode receber R$ 50 milhões

O Ministério de Minas e Energia iniciou a regulamentação da Medida Provisória (MP) 1.212, ao permitir que recursos atualmente destinados a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Eficiência Energética (PD&I) não destinados à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) sejam revertidos em benefício tarifário em processos conduzidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Na prática, a portaria publicada na edição desta segunda-feira, 29 de abril, do Diário Oficial da União (DOU), permite que cerca de R$ 50 milhões sejam transferidos para a Equatorial Amapá, apurou a MegaWhat.

Enel Ceará anuncia R$ 4,8 bilhões em investimentos até 2026

Distribuição

Enel Ceará anuncia R$ 4,8 bilhões em investimentos até 2026

A Enel Ceará anunciou um plano de investimento de R$ 4,8 bilhões com ações para reforçar a resiliência e a qualidade da sua rede elétrica entre 2024 e 2026. O plano tem o respaldo dos acionistas controladores da distribuidora e prevê a construção de mais de 170 quilômetros de rede de alta tensão e de 10 mil km de média e baixa tensão para dar apoio às estruturas e conexão de novos consumidores, entre outras medidas.

Dúvida sobre excedente da MMGD em risco de mercado da distribuidora adia regulação do tema

Distribuição

Dúvida sobre excedente da MMGD em risco de mercado da distribuidora adia regulação do tema

Com dúvidas sobre posicionar o excedente da micro e minigeração distribuída (MMGD) como risco de mercado das distribuidoras, o resultado da consulta pública 31/2022 pautado para a reunião da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) desta terça-feira, 23 de abril, foi retirado do debate pelo seu relator, diretor Hélvio Guerra. A dúvida surgiu a partir do parecer da Procuradoria Federal junto à Aneel, com encaminhamento de que o excedente provocado pela MMGD deve ser considerado no gerenciamento de portfólio da concessionária. Em outro ponto, o parecer ainda apontou que não seria possível retroagir a um “estoque” gerado por uma expansão exponencial de micro e minigeração distribuída antes da lei 14.300, que tratou das diretrizes para a modalidade. “Partindo dessa premissa, não posso pegar uma lei e fazer ela ser aplicada para fatos passados”, disse a procuradora federal Bárbara Sena em apresentação que antecedeu a leitura do voto do relator.

Conta de luz reduz 2,69% para clientes da Neoenergia Pernambuco

Distribuição

Conta de luz reduz 2,69% para clientes da Neoenergia Pernambuco

A conta de luz para cerca de 9 milhões de unidades consumidoras atendidas pela Neoenergia terá uma redução média de 2,63% a partir de 29 de abril. O percentual foi aprovado em reunião de diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizada nesta terça-feira, 23 de abril, que deliberou sobre o reajuste tarifário anual da distribuidora. Para os consumidores atendidos na alta tensão, o efeito médio será de -2,85%, enquanto para a baixa tensão, a redução média será de 2,63%, que poderá ser percebida por quase 5 milhões de unidades consumidoras do subgrupo residencial.

Sede EDP Brasil foto divulgação.jpeg

Distribuição

EDP Brasil se diz confiante sobre renovação da concessão da distribuidora do Espírito Santo

A EDP Brasil, cuja concessão de distribuição de energia do Espírito Santo vence em julho de 2025, não está preocupada com a evolução do processo de renovação. O presidente da empresa na América Latina, João Marques da Cruz, avalia que as autoridades brasileiras entendem a importância do assunto. “Estive ontem em um evento com o ministro Alexandre Silveira e achei o discurso dele extremamente pertinente”, disse Marques da Cruz, a respeito do Fórum Distribuição de Qualidade para a Inclusão e Transição Energética, realizado nesta quarta-feira, 17 de abril.