AES comercializa créditos de carbono de eólicas nos Estados Unidos

Publicado

05/Ago/2022 11:15 BRT

A AES Brasil comercializou, pela primeira vez, créditos de carbono oriundos de parques eólicos Mandacaru e Salinas no mercado dos Estados Unidos. 

Foram vendidos 465 mil créditos de carbono, por U$ 2,3 milhões. O valor é relativamente baixo quando comparado ao balanço da companhia, mas a experiencia serviu para "abrir conhecimento" para a companhia, segundo José Simão, diretor de Tesouraria e Relações com Investidores da companhia.

"Vemos que faz total sentido com nosso propósito de venda de renováveis", disse o executivo à MegaWhat.

A companhia avalia ainda a possibilidade de comercialização de mais 2,8 milhões de créditos de parques eólicos e solares com certificação internacional. Os complexos Mandacaru e Salinas somam 158,5 MW de potência e estão em operação desde 2014.  No total, a AES Brasil tem 731,6 MW em eólicas em operação, além de 1 GW em construção, e mais 295,1 MW na fonte solar fotovoltaica em operação.

A primeira transação foi feita junto de uma consultoria, que procurou a AES com a demanda do mercado dos Estados Unidos.

Enquanto avança na certificação internacional dos projetos de solar e eólica para venda do crédito de carbono, a AES também persegue uma estratégia de venda de Certificados de Energia Renovável (RECs) proveniente das suas hidrelétricas. A companhia tem 2,6 GW em hidrelétricas.


Leia mais:

Hídricas compensam baixa geração das eólicas e AES tem resultado equilibrado no 2º tri