Aneel registra mais de 600 MW em pedidos de requerimento de outorga no PI

MegaWhat

Autor

MegaWhat

Publicado

21/Nov/2023 18:51 BRT

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) registrou o requerimento de outorga (DRO) das usinas UFVs LDB Associado I a LDB Associado XI, que somam 627,2 MW e ficarão no município de Lagoa do Barro do Piauí, no Piauí.

O requerimento é um passo anterior à outorga e tem a finalidade de permitir que o agente interessado em um empreendimento solar, térmico ou eólico solicite informação de acesso ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), bem como as licenças necessárias. 

PIE  

A Aneel ainda liberou implantação e exploração das UFVs Solar Novo Horizonte 1 a Solar Novo Horizonte 3, somando 90 MW, sob o regime de Produção Independente de Energia Elétrica, situadas no município mineiro de João Pinheiro.  

Por outro lado, as UFVs Assú I a Assú IV tiveram as autorizações de exploração revogadas pela autarquia.  

Geração 

A Engie poderá operar comercialmente a unidade geradora UG5, de 6,2 MW, da eólica Santo Agostinho 21, instalada no município de Pedro Avelino, no Rio Grande do Norte. 

Em São José do Belmonte, no Pernambuco, receberam o aval para a operação comercial as UG1 a UG16, num total de 50 MW, da UFV Belmonte 2-4.  

Teste 

A agência ainda autorizou a Lightsource a operar em teste as UG1 a UG172, das UFVs Milagres I a V. Somando 163,7 MW, as usinas então localizadas no município de Abaiara, no Ceará. 

Foram autorizados também os testes das UG1 a UG10, 45 MW, da eólica Ventos de Santa Luzia 01; as UG1 a UG9, da eólica Ventos de Santa Luzia 07; e as UG10 a UG12, da eólica Ventos de Santa Luzia 12. Totalizando 99 MW, as unidades geradoras estão localizadas nos municípios baianos de Ibitiara, Boninal e Novo Horizonte e nas cidades mineiras de Monte das Gameleiras, Serra de São Bento e São José do Campestre. 

Outras decisões 

Foi autorizada a transferência de ativos que compõem a linha em 138kV Rio Verde - Cachoeira Dourada de Furnas para a Equatorial Goiás Distribuidora de Energia

Ainda foram autorizadas as mudanças nas características técnicas e o cronograma de implantação da UTE Nardini Aporé, que passará a se conectar na subestação Guatambu 138 kV, sob a responsabilidade da empresa Linhas de Transmissão do Itatim. 

Também receberam aval para mudanças as UFVs Boa Hora 4 a 6, que passarão a se conectar na subestação de Tacaimbó, de titularidade da Chesf. 

Cade 

Por sua vez, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração entre a Integração Transmissora de Energia (Intesa), subsidiária da Equatorial Energia, e o fundo de pensão canadense Caisse de dépot et placement du Québec (CDPQ).  

Também foi aprovada a criação de uma joint venture non-full-function (“JVCo”) nos Estados Unidos entre a Daimler Truck e a EVE destinada a fabricação de células de bateria para uso primário em classes específicas de veículos comerciais e aplicações de armazenamento de energia estacionária. 

A operação aguarda à aprovação de autoridades antitruste da Alemanha, Polônia, Sérvia, Macedônia do Norte, China e Coreia. Além disso, a criação da JV está sujeita a aval do Comitê de Investimento Estrangeiro nos Estados Unidos (CFIUS) e à obtenção de aprovações de investimento direto no exterior pela EVE na China.