Casa dos Ventos investe em IA para otimizar comercialização e geração de energia em parques eólicos

Poliana Souto

Autor

Poliana Souto

Publicado

23/Jun/2023 17:57 BRT

Categoria

Empresas

A Casa dos Ventos investiu cerca de R$ 10 milhões nos últimos anos para otimizar os processos de operação, manutenção e comercialização de energia proveniente de seus complexos eólicos por meio de metodologias proprietárias, baseadas em inteligência artificial.   

Segundo a companhia, os modelos são usados área de comercialização de energia para mensurar a geração dos parques eólicos no mês corrente (curto prazo) e nos próximos seis meses (previsão sazonal), permitindo uma maior capacidade de gestão do portfólio energético e maior previsibilidade de resultado.

“Hoje podemos garantir que independentemente do fenômeno climático que esteja afetando a variabilidade do vento, entregaremos a energia adquirida pelos nossos clientes e parceiros, uma vez que a inteligência artificial nos proporciona simular cenários com maior precisão e acuracidade”, afirma João Caldas, diretor de Analytics & Innovations da Casa dos Ventos. 

Além disso, a IA tem auxiliado nas previsões de vento e nos preços de energia da empresa para os dez dias à frente.  

“Nós precisávamos ajustar as previsões de ventos feitas pelos modelos meteorológicos já existentes para as especificidades da geração de energia eólica, para isso era necessário processar um número expressivo de dados, viável apenas com a computação em nuvem”, diz o diretor da área. 

A área de Operação e Manutenção (O&M) da Casa dos Ventos também tem utilizado as metodologias para definir o início de cada manutenção, levando-se em consideração o desempenho de cada aerogerador, o que permite, segundo a companhia, realizar paradas de máquina planejadas.  

De acordo com Calda, em junho, a Casa dos Ventos estará presente na conferência técnica europeia de energia eólica apresentando abordagens de machine learning para a indústria.  

A machine learning é uma disciplina da área da Inteligência Artificial que, por meio de algoritmos, dá aos computadores a capacidade de identificar padrões em dados massivos e fazer previsões.