GD solar brasileira ultrapassa capacidade instalada da maior usina hidrelétrica do mundo

MegaWhat

Autor

MegaWhat

Publicado

28/Jul/2023 17:25 BRT

A geração solar distribuída ultrapassou a marca de 22,5 GW de potência instalada no Brasil, superando a capacidade instalada da maior usina hidrelétrica do mundo, a UHE Três Garganta (22,5 GW), localizada na China. Dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) apontam que o estado de São Paulo é o líder em geração na modalidade, respondendo por 3GW.

A potência total alcançada no país é proveniente de mais de 2 milhões de sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, instalados em quase 100 milhões de unidades consumidoras, distribuídos em 5.529 municípios e em todos os estados brasileiros. Para Tatiana Fischer, diretora de marketing da Aldo Solar, distribuidora de equipamentos fotovoltaicos, o segmento deve avançar ainda mais no segundo semestre de 2023. 

“Para este segundo semestre, a perspectiva é de crescimento do setor solar no Brasil. A energia fotovoltaica continua sendo um investimento promissor, tanto ao consumidor residencial quanto para as pequenas e médias empresas, além de ser atrativa aos olhos do investidor internacional, que identifica no Brasil o potencial de expansão desse mercado”, afirma a diretora. 

Crescimento por estado 

Respondendo por 13,5% da energia geração em sistema de micro e minigeração distribuída (MMGD), São Paulo é o líder na geração solar, até o momento, com mais de 326,2 mil conexões em todos os seus 645 municípios, que atendem 380,3 mil consumidores.  

Desde 2012, a MMGD solar atraiu R$ 15,2 bilhões em investimentos para o estado, gerando mais de 90 mil empregos e a arrecadação de R$ 3,9 bilhões aos cofres públicos. No total, mais de R$ 45,1 bilhões já foram arrecados no período. 

“O estado de São Paulo é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, afirma Pedro Drumond, Coordenador da Absolar em São Paulo. Além do estado, Minas Gerais e Rio Grande respondem, respectivamente, por 13,4% e 10,2% da geração solar distribuída.

Leia também: 

Bancos europeus assinam empréstimo de 300 milhões de euros para projetos de MMGD solar no Brasil. 

Lula sanciona Minha Casa Minha Vida com GD solar, mas sem compra compulsória

Para entender na prática: 

  • Tire dúvidas e solucione problemas reais na hora de desenvolver seu projeto de GD, com a orientação de profissionais especialistas nas formulações de regras recentes e das melhores práticas adotadas pelo mercado. Conheça o curso GD para quem faz