Destaques do Diário

Térmica da Oliveira Energia inicia operação comercial com 19 meses de atraso

A Agência Nacional de Energia Elétrica liberou, nesta segunda-feira, 23 de janeiro, a operação comercial das 13 unidades geradoras da UTE Monte Cristo Sucuba. Licitada pela Oliveira Energia no leilão de sistemas isolados de 2019 - que previa suprimento para Boa Vista e localidades conectadas - deveria ter iniciado sua operação em junho de 2021

Térmica da Oliveira Energia inicia operação comercial com 19 meses de atraso

A Agência Nacional de Energia Elétrica liberou, nesta segunda-feira, 23 de janeiro, a operação comercial das 13 unidades geradoras da UTE Monte Cristo Sucuba. Licitada pela Oliveira Energia no leilão de sistemas isolados de 2019 – que previa suprimento para Boa Vista e localidades conectadas – deveria ter iniciado sua operação em junho de 2021

Em agosto de 2022, a agência aplicou multa de mais de R$ 3,2 milhões à Oliveira Energia pelo atraso na operação da usina, que opera a partir do diesel, na cidade de Boa Vista, no estado de Roraima.

A empresa solicitou excludente de responsabilidade pelo atraso, alegando fatos decorrentes da pandemia de covid-19, além de imbróglios com a Oxe Energia sobre uma linha de transmissão que coincidia com os traçados do sistema de transmissão da termelétrica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Geração

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também recebeu o aval da autarquia para geração comercial a UG2, de 3,4 MW, da CGH Pacífico Mascarenhas, na cidade de Santana do Riacho, Minas Gerais, e a UG10, de 4,5 MW, da eólica Ventos de São Januário 17, no município de Morro do Chapéu, no estado da Bahia.

Em teste, a agência liberou a geração da UG3, de 4,5 MW, da eólica Ventos de São Januário 18, também localizada em Morro do Chapéu.

Subvenção 

Ainda foi publicada na edição do Diário Oficial desta segunda-feira a tabela de referência elaborada pela Eletrobras com os custos diretos, do ramal de conexão, do kit de instalação interna e do padrão de entrada, para o cálculo da subvenção econômica com recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), para as instalações realizadas no período de 1º de janeiro a 31 de março de 2023.